CGJ lança central eletrônica durante o I Encontro de Registradores de imóveis da Bahia

A Corregedoria Geral da Justiça (CGJ), que tem à frente a Desembargadora Lisbete Maria Teixeira Almeida Cezar Santos, realiza o lançamento da Central Eletrônica de Registro de Imóveis. A ação, em parceria com a Associação dos Registradores de Imóveis do Estado da Bahia (Ariba) e o Instituto Brasileiro de Direito Imobiliário (Ibradim), ocorre nesta sexta-feira (19), na sala do antigo Pleno do Tribunal de Justiça da Bahia, localizada no Centro Administrativo. Faz parte do I Encontro de Registradores de Imóveis da Bahia, realizado entre os dias 19 e 20 de julho, que conta com a palestra do Desembargador Luís Paulo Aliende, do Tribunal de Justiça de São Paulo.
O lançamento do portal relativo ao registro de imóveis prioriza a melhor prestação jurisdicional ao cidadão, por meio do cumprimento da Meta 5 do Conselho Nacional da Justiça (CNJ). Essa determinação, voltada para o Extrajudicial, consiste em fiscalizar os serviços prestados de forma eletrônica pelos cartórios.
Clique aqui e acesse a programação do evento
O evento será transmitido pelo canal do YouTube do TJBA.
As Centrais Eletrônicas são portais de acesso para a população que proporcionam maior comodidade, pois centralizam a prestação de serviços referentes aos Cartórios Extrajudiciais. Por meio delas, o cidadão pode solicitar os mais diversos tipos de certidões em um só lugar, sem sair de casa.
Além dos portais de Informações do Registro Civil (CRC); Nacional de Registro de Títulos e Documentos e de Pessoas Jurídicas (IRTDPJBrasil); Notarial de Serviços Eletrônicos Compartilhados (Censec); e do Tabelionato de Protesto (IEPTB); o Judiciário baiano disponibiliza ao cidadão a Central de Registro de Imóveis do Brasil.
O novo portal integra os serviços prestados eletronicamente pelos Cartórios de Registro de Imóveis dos seguintes Estados: São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Santa Catarina, Bahia, Pernambuco, Ceará, Pará, Espírito Santo e Rondônia. Por esta Central, é possível realizar solicitações sem se deslocar ao Registro de Imóveis, trazendo agilidade, segurança e conveniência.
A Associação dos Registradores Imobiliários de São Paulo (ARISP), do Rio de Janeiro (ARIRJ), do Paraná (Aripar), da Bahia (Ariba), de Rondônia (Ariron), do Espírito Santo (Aries) e de Pernambuco (Aripe); a Associação dos Notórios e Registradores do Ceará (Anoreg-CE); o Colégio de Registral de Imóveis de Santa Catarina (CRI-SC); e o Colégio de Registradores de Imóveis do Pará (CRI-PA), representando os oficiais de registro de imóveis dos respectivos Estados, firmaram, em 1º de março deste ano, o Convênio de Cooperação Técnica e Operacional para implementação do Sistema de Registro de Imóveis Eletrônico.

Fonte: TJ/BA

Últimos posts

Comece a digitar e pressione Enter para buscar