Giro pelas Serventias: Cartório do Registro Civil com Funções Notariais do Distrito de Coutos

Tabeliã destacou o desejo de inserir o projeto “Cartório mais perto”, que visa prestar o atendimento itinerante às vilas e áreas rurais

No Giro Pelas Serventias desta semana, o Colégio Notarial do Brasil – Seção Bahia (CNB/BA) divulga uma entrevista com a titular do Cartório do Registro Civil com Funções Notariais do Distrito de Coutos, Bruna Barbosa Lorenzon, que assumiu a unidade em março de 2017.

Desde que virou a titular do cartório, a tabeliã apostou em mudanças que oferecem um atendimento de qualidade à população.

Atualmente, o local conta com a instalação de correspondente bancário, na qual há a possibilidade do pagamento dos Documentos de Arrecadação Judicial e Extrajudicial (DAJE) na própria serventia e por meio de cartão de débito. Também foi inserido o serviço de comunicação de venda de veículos ao Detran, o oferecimento de Apostila da Haia, que está em fase de implantação, além da criação de um “plantão tira-dúvidas” pelo aplicativo WhatsApp, que funciona todos os dias e facilita o contato dos usuários, dentre outros.

Em entrevista ao CNB/BA, Lorenzon destacou que os planos de inovações implantados em sua gestão visam oferecer um serviço notarial e registral com eficiência e presteza. “Trabalhamos na serventia para que ela ofereça a comodidade, agilidade e a segurança que a sociedade do século 21 anseia. Para isso procuramos, desde o início da nossa gestão, adicionar novos serviços e concentrá-los em uma mesma estrutura”, frisou a tabeliã.

Ainda segundo a titular, o foco do cartório é e sempre será a prestação de serviço com eficiência e segurança jurídica. Por isso, a unidade dispõe de tecnologias e recursos disponíveis no mercado.

Para realizar o serviço com qualidade e segurança, a equipe é preparada por meio de reuniões – onde são discutidos os institutos jurídicos inerentes à atividade, bem como casos concretos que ocorrem no dia a dia da serventia. “Lanço materiais instrutivos, quase semanalmente, na forma de perguntas e respostas, com as principais questões e dúvidas trazidas pelos usuários e aquelas que surgem nos atendimentos diários”, destacou.

Além do aspecto organizacional e estrutural, Lorenzon tem outras ideias para o cartório, como o de instituir um projeto social. Segundo a tabeliã, a ideia de criar o projeto “Cartório mais perto” está amadurecendo. A proposta visa prestar o atendimento itinerante às vilas e áreas rurais do distrito, possibilitando a diminuição de sub-registros e fomentando uma aproximação do serviço notarial e registral com a população.

Últimos posts

Comece a digitar e pressione Enter para buscar