Futurista Tiago Mattos destaca o impacto das mudanças tecnológicas no XXIII Congresso Notarial Brasileiro

As grandes mudanças tecnológicas na sociedade foram os principais tópicos da palestra

Foz do Iguaçu (PR) – O segundo dia do XXIII Congresso Notarial Brasileiro foi aberto pela palestra do empreendedor, educador e futurista Tiago Mattos, que faz parte do corpo docente da Singularity University, no Vale do Silício na Califórnia. Autor do livro “Vai lá e faz”, Tiago Matos trouxe ao debate as transformações que a tecnologia vem trazendo, alertando aos notários a necessidade de ajuste às mudanças que, segundo ele, já não são mais questão de futuro, mas sim do presente.

Para Mattos, o maior sinal de mudança está na transformação das mais cotidianas profissões, como no atendimento, na medicina, na educação, na alimentação e no transporte. Em tom provocador, o palestrante trouxe à discussão a necessidade que os empreendedores têm de se adequarem à nova sociedade, apontando táticas de adaptação, como num processo político de identificação das maiores dificuldades, medos e ameaças, para então “neutralizar o inimigo”. “Muitas vezes, por medo de errar, não fazemos nada, mas se formos inimigos da mudança, nada ao nosso redor vai mudar”, apontou o futurista.

Segundo o educador, grande parte das atividades profissionais passarão por processos de transformação num futuro próximo, e segundo ele, a atividade notarial é uma delas. “O notariado não vai acabar, mas vai mudar – o que se faz hoje, em 20 anos não será feito da mesma forma. Então, se não se aprender a fazer de forma diferente, não conseguiremos acompanhar a evolução natural da sociedade. Pense, se você não estiver errando, é porque você não está inovando o suficiente”, provocou Mattos.

Diversas novas formas de disrupção foram apresentadas pelo palestrante, como o atendimento virtual, sem a intervenção física do ser-humano. “Robôs farão as mais simples tarefas do dia a dia num futuro bem próximo, e logo não precisaremos estar presentes para ministrar uma aula, uma palestra ou participar de uma reunião. Tecnologias de projeção virtual já estão sendo desenvolvidas, então no futuro poderemos estar presentes em vários lugares ao mesmo tempo, sem precisarmos sair de casa”.

Ao final da palestra, Mattos abordou a temática da Blockchain, tecnologia criada para proporcionar segurança nas transações de Bitcoin, também conhecida como criptomoeda. Como exemplo, provocou o público mostrando que em 32 segundos conseguiu registrar o PDF da palestra em um site de blockchain brasileiro.

Para o futurista, entender a mudança é participar da mudança, e os notários brasileiros deveriam unirem-se à esta transformação tecnológica. O processo, segundo o palestrante, passa necessariamente pela identificação dos disruptores, dos inimigos da inovação e de trabalhar para que os primeiros fiquem mais forte que o segundo, evitando-se assim o conflito. “Trata-se no fundo de uma mudança política, cuja decisão deve ser tomada por cada um de nós”, disse.

Fonte: Assessoria de Imprensa CNB/CF

Últimos posts

Comece a digitar e pressione Enter para buscar