Daldice Santana é reconduzida ao cargo de conselheira do CNJ

A desembargadora Daldice Santana foi reconduzida, hoje (24), ao cargo de conselheira do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) para mandato de dois anos. A cerimônia ocorreu nesta manhã na sede do órgão, em Brasília, quando a presidente do CNJ, ministra Cármen Lúcia, deu posse à conselheira.

“A conselheira tem prestado um trabalho exemplar”, declarou a presidente do CNJ e do Supremo Tribunal Federal (STF), ao abrir a cerimônia. Conselheiros e diretores do órgão acompanharam a posse, às 8h. “O conselho é uma outra família, fora a de sangue”, afirmou Daldice.

“Vou ter mais tempo para conduzir projetos a serviço do conselho. O foco é o tratamento adequado de conflitos, sobretudo com mediação e conciliação”, disse a conselheira, que coordena o Movimento Permanente pela Conciliação.

Desembargadora do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (SP e MS), Daldice foi indicada para o CNJ pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), aprovada pelo Senado e nomeada pelo presidente da República. A recondução foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) do último dia 18.

Na mesma edição do DOU, o ministro Aloysio Corrêa da Veiga foi nomeado como novo membro do CNJ, por indicação do Tribunal Superior do Trabalho (TST) e o juiz federal da 2ª Vara Federal (RJ e ES), Fernando Mattos, reconduzido ao conselho.

O CNJ possui 15 conselheiros. Nove são do Poder Judiciário, indicados pelo Supremo Tribunal Federal (STF), Superior Tribunal de Justiça (STJ) e Tribunal Superior do Trabalho (TST). Outros seis são advogados, procuradores e pessoas de notório saber jurídico, indicados pela OAB, Procuradoria-Geral da República (PGR), Senado e Câmara dos Deputados.

Fonte: CNJ

Últimos posts

Comece a digitar e pressione Enter para buscar