CNJ – Ouvidores judiciais se reúnem em março para encontro nacional

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) organiza o “1º Encontro de Ouvidorias do Poder Judiciário”, em março deste ano. A ideia é aumentar a transparência e fortalecer o atendimento ao cidadão por meio da articulação entre todas as ouvidorias judiciais. “A Ouvidoria do CNJ tem esse desafio, de melhorar o fluxo de procedimentos e de dar mais transparência ao Judiciário. Por isso, preparamos esse evento, para que ele se torne um mecanismo de aproximação e de definição de linhas de trabalho dentro das ouvidorias”, afirmou o conselheiro e ouvidor nacional de Justiça, André Luis Godinho.

Serão dois dias de evento. No primeiro dia, serão realizados debates e painéis sobre temáticas de relevância para as Ouvidorias Judiciais, com a presença dos ouvidores e servidores que atuam todos os dias diretamente no atendimento aos cidadãos. Também haverá oportunidade de os tribunais apresentarem experiências positivas e desafios de suas ouvidorias judiciais. As inscrições para a apresentação estão sendo realizadas por meio dos Colégios de Ouvidores: o Colégio Nacional de Ouvidores Judiciais (Cojud); o Colégio de Ouvidores da Justiça Eleitoral (COJE) e o Colégio de Ouvidores da Justiça do Trabalho (COLEOUV).

Capacitação

O encontro marcará ainda o lançamento do “1º Ciclo de Capacitações das Ouvidorias do Poder Judiciário”. No segundo dia do evento, membros das ouvidorias participam de workshop técnico para levantamento de tópicos a serem abordados em capacitação realizada pelo CNJ sobre Ouvidorias Judiciais. “Queremos aproveitar esse momento para debater com as demais ouvidorias quais temas e assuntos deverão ser abordados no curso online de capacitação para ouvidorias, a ser lançado no portal do CNJ”, disse o chefe de Gabinete da Ouvidoria do CNJ, Ronaldo Pedron.

O evento, programado para os dias 19 e 20 de março, já conta com inscrições de desembargadores, juízes e servidores de mais de 75 tribunais, tendo ainda presença confirmada dos Ministros Ouvidores do STJ, STM, TST e CNMP. Novas adesões podem ser feitas por este link.

Fonte: Conselho Nacional de Justiça

Últimos posts

Comece a digitar e pressione Enter para buscar