CGJ/BA: Esforços conjugados do CNJ e da CCI buscam a reativação do Cartório do Vale do Iguape

O Desembargador Salomão Resedá, Corregedor das Comarcas do Interior, reuniu-se nesta manhã de terça-feira (6), com o Prefeito e o Vice-prefeito de Cachoeira, Fernando Antônio da Silva Pereira e Gevaldo Simões Santos, respectivamente.

A reunião, que contou com a participação, também, de representantes locais, decorreu de sugestão do Conselheiro Valdetário Andrade Monteiro, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), em audiência conciliatória realizada no processo que discute a permanência do Cartório de Registro Civil e Notas, que fora desativado, no distrito de Santiago do Iguape, em Cachoeira, localidade de forte presença quilombola, acolhida pelo Desembargador Salomão Resedá. Para o líder da Corregedoria das Comarcas do Interior (CCI), o encontro foi bastante proveitoso, já que o Poder Executivo local comprometeu-se a fornecer um imóvel e designar um servidor para a unidade extrajudicial, resultando em que possa a população ser atendida com a presença de Delegatário duas ou três vezes por semana.

Com esta resposta positiva à mediação do Corregedor, a partir da interação entre o CNJ e a CCI, “concretiza-se a obrigação estatal de prestar serviço adequada à comunidade, ainda mais em local carente de recursos, o Vale do Iguape, que abrange mais de vinte comunidades de predominância quilombola, evitando que as pessoas saiam de sua comunidade à procura de um Cartório, com gastos e transtornos”, afirmou o Desembargador Salomão Resedá sobre a reativação do Cartório, restando o processo suspenso por quatro meses, quando se reavaliará a respeito do funcionamento da Unidade.

Fonte: CGJ/BA

Últimos posts

Comece a digitar e pressione Enter para buscar